19/04/2013

11º dia (19/04/13 ) - Villafranca X Atapuerca

Resumo da Etapa



Saquão Hotel Hospital de Peregrinos
Bem,  como forçamos o ritmo ontem  avançamos até Atapuerca (18km),  ponto estratégico para alcançarmos Burgos no dia seguinte.  Bem é um vilarejo pequeno, e lá chegamos após 8 horas de caminhada...  (devagar,  e avante pois o terreno foi difícil). sequimos eu e Daniel, ele preocupado pois pelo perfil do local poderíamos ter Lobos ou qualquer outro animal assim... (ri muito).




Albergue La Hutte (não recomendo)



O caminho até aqui mesclou bastante, más sempre regido pelo vento e frio... que nos limitava a tirar as mãos do bolso para arriscarmos fotografias. Ao chegarmos fomos direto a primeira  opção que vimos,  um albergue colado a um hotel (Casa Rural La Hutte - albergue-la-hutte),  sugiro que NÃO escolham este lugar...  é  ruim, o único local é amontoado e todos compartilham de tudo...(até aí beleza para peregrinos), más a dona uma senhora muito estúpida, e em constante mal humor, segrega quem fica hospedado no albergue daqueles que ficam no HOTEL, e mesmo que se PAGUE pelo MENU o mesmo preço ela não permite que se utilize o banheiro do restaurante... acredito que na verdade a melhor opção seria mesmo de ter parado 6Km antes, em AGÉS onde teríamos mais opções de hospedagem e restaurantes em dúvida com algo além para se visitar, pois por aqui não encontramos nada além do frio.



Literalmente... "Tudo em um"

Indícios no Caminho
O caminho até lá foi muito bonito e diferente, topografia que nos exigiu bastante passando por vastos bosques, e uma paisagem diferentemente tudo até então e de beleza única... A cidade não tem nada, más é parte de um parque arqueológico muito explorado pela Espanha e alguns países... é lá onde foram encontrados um fóssil com mais de 120 milhões de anos que denota a presença humana na Europa (muito obrigado,  dispensei o convite e resolvi descansar), existe um restaurante "gourmet" na cidade, esse sim talvez mais caro que o normal, más com um excelente café e um tratamento exemplar.

Na região estava muito frio,  onde o vento corta como navalha e confesso não ter conhecido até então local mais frio que este...  nada muito especial,  pois a igreja estava fechada...  bem, resolvi tentar algumas fotos,  e deixo a foto do albergue para que seja evitado.



em frente a Igreja de San Juan de Ortega...
Vento, planície aumenta a sensação de frio....

Ramon, o próprio "El Camino"
Ah, hoje e somente hoje, tive o prazer de poder dividir alguns cafés com o Sr.  Ramon, há alguns dias nos encontrávamos no caminho, más nunca conseguimos combinar de parar em um lugar comum... me ensinou muito sobre a Galícia, uma pessoa muito boa e simpática e que daquele ponto em diante se tornaria também uma agradável companhia em nosso dia a dia. Ele caminha muito e também bem rápido ...  é experiente, está no segundo Caminho, fantástico o jeito dele e sua energia...  pára pra fotos o tempo todo (como eu), e a cada dia colhe um ramo diferente,  o qual ele ostenta em seu chapéu de palha...


Panorâmica Campos

Jantamos no próprio Albergue (Hotel), não muito bom... más em companhia dos Italianos (Paulo, Sergio e Daniel), que mesclavam uma conversa em que eu pouco conseguia entender, más foi muito agradável...

Menu Del Peregrino  (Sopa de Alho) com Daniel (esq.), Sergio eu e Paulo