05/05/2013

27º dia ( 05/05/13 ) - Tricastela X Barbadelo (Via Samos)

Resumo da Etapa





Reconhecimento da "Vila de Tricastela"

Chegamos em Tricastela com o "SOL À PINO", um céu como já nos havíamos nos acostumados (eternamente azul)...  ao entrar na vila paramos para os já tradicionais drinks de chegada, feitos dessa vez num bar que fica em frente ao Albergue Municipal, enquanto Cher e Allan saíam em busca de um albergue que não fosse o municipal, e após algumas andanças encontraram um o qual nos instalamos.
Bem, aproveitamos bem o dia no albergue (berce-do-caminho), muito bom com dependências para 6 pessoas a cada quarto, escolhemos para que todos pudessem ficar juntos novamente... já que o clima era de DESPEDIDA... (Jenifer e Markus seguiriam adiante)...
Confesso a PIOR parte do Caminho... DESPEDIDAS, elas nos deixam por momentos sem saber como dar o próximo passo...






Escolhemos um restaurante muito agradável, o qual tomamos conta de uma bela mesa, não faltaram naquela tarde sangrias, e conversas... muitas conversas, sem dúvida uma tarde mais que agradável.. Com o chegar da "noite", que ainda era dia, fomos saindo rumo ao albergue, para desfrutar de uma varanda a qual ainda algumas rodadas fez com que o pessoal seguisse até mais tarde...

1º Despedida grupo
Durante o jantar, evitamos tratar das despedidas... o clima não era legal, e nos limitamos 
aproveitar a comida e planejar oque daria pra ser planejado...  o famoso debate quanto a próxima etapa, mostrei a Cher que gostaria de ter ficado em SAMOS, más pelos amigos que ali nos separaríamos resolvi ficar junto com todos. Ela ao ler mais sobre o monastério acabou decidindo que seguiria pra conhecer, e confesso que me ajudou também a reconsiderar e encarar os 6Km adicionais.

Nosso despertar ocorreu por volta das 07:00Hs, Markus e Jennifer já haviam saído (sem se despedir)...  decisões de caminharem dentro do prazo deles...  foi uma atitude que respeitamos, más difícil (Yvonne ficou triste ao perceber que saíram sem se despedir)... más confesso que foi bom, por evitar maior desapontamento... Despedidas começam a fazer parte do caminho. Estávamos a 130km de Santiago, e preciso manter um ritmo mais "normal" de caminhada, nesses 05 dias que temos pela frente...  Por aqui temos de tudo...  pessoas que madrugam,  pessoas que querem dar a volta no mundo em 80 dias (a pé ), peregrinos sem mochilas , enfim  logo caminhar já não é tão tranquilo quanto antes...  podemos ver os famosos "turisgrinos", brotando como água...  mas cada um tem seu tempo e seu caminho,  logo temos que entender e o fato de estar aqui a mais tempo ou ter iniciado antes não nos faz diferentes de ninguém.

Pela manhã informamos a Yvonne que seguiríamos por SAMOS, más ela estava cansada e certamente o percurso adicional a faria ter um esforço desnecessário... então ela seguiu com Allan em ritmo normal, e eu e Cher seguimos então.

Samos é  o maior monastério em área construída (segundo informações colhidas), pinturas e esculturas o decoram e  fazem dele um lugar merecedor de visita ou de se pernoitar,  como alguns bravos peregrinos o fazem (troquei essa sensação pela despedida de meus amigos, logo esse é uma segunda "tarefa" que aqui deixei em aberto).

Rota para Samos

Bom o caminho a Samos,  foi demais, com paisagens rurais,  bosques e boa parte ao lado de um Rio...  e  felizmente por vários momentos se via na necessidade de parar para ouvir o som das águas,  confesso ter sido mais que um momento de reflexão... A visita ao monastério,  foi monitorada, e tivemos acesso a história contida naquelas paredes, e em seus cômodos... sem dúvida uma parada obrigatória. 






Hamburguer em SAMOS
Após 2 horinhas de parada, a fome começa a bater... na chegada ví dois bares, um um deles se destacou com um cartaz "La mejor Hamburgesa"... já havia caído nessa antes, e me dei mal,  más como tínha tempo pela frente paramos nessa lanchonete e meus amigos, que adorável surpresa... não apenas 1, más 2 HAMBURGUERES foram devorados...  UMA DELÍCIA... o melhor LANCHE que fiz em todos os 28 dias na Espanha. O local é limpo e as proprietárias MUITO ATENCIOSAS (ambas ex-peregrinas), que nos deixam à vontade e confesso com um tratamento ímpar.
A visita monitorada a SAMOS foi sem duvida um dos pontos altos do Caminho... parada mais que obrigatória em meus futuros pensamentos... o caminho até aqui, bem não tenho adjetivos pra classificar apenas imagens para o resto de minha vida poder visitar...


As paisagens são o diferencial deste trecho

Cada uma com seu diferencial

Até termos a 1º imagem de SAMOS vista do alto da montanha
As dimensões impressionam
O cenário fica perfeito
Atualmente 15 monges vivem e administram o monastério
Aqui temos a cópia do "CODEX CALIXTINUS" (1º guia do Caminho)

A arte em Samos

San Thiago

Bem,  dia com muitas coisas vividas e vistas, sem dúvida um dos melhores as paisagens e o caminho por SAMOS são inesquecíveis... deu pra sentir oque seria aqui passar a noite, bem certamente irá ficar essa opção para o PRÓXIMO CAMINHO... 

Após SAMOS, fomos andando quando nos deparamos com Yvonne novamente, e com ALLAN, sentado em um agradável albergue (quase que exclusivo), optamos por ali ficar e após Portomarim em busca do próximo trecho,  Santiago se aproxima,  estou próximo do marco dos 100km e ao mesmo passo em que sinto a realização de uma etapa, começo já a sentir falta do Caminho...