16/04/2013

8º dia (16/04/13 ) - Logrono X Najera

Resumo da Etapa



Amanhecer em Logrono
Saímos de Logrono, por volta das 07:00h...  havíamos conseguimos lugar no primeiro albergue (municipal - albergue-de-peregrinos-de-logrono), e nele tive a melhor ducha do caminho até o momento... Muita água, quente e sem o bendito "tempo" em que temos que manter o botão pressionado para a saída de água...   A entrada na cidade de Logrono, foi muito bonita passando por ruas arborizadas que logo nos deram idéia de estarmos em uma cidade de médio porte. O albergue é grande,  para mais de 50 pessoas, portanto a bagunça ao sair,  é proporcional e é nessa hora que podem ocorrer problemas e algum peregrino acidentalmente (ou não), pode pegar algo além...  enfim,  ficar mais que esperto e recomendo que seja criado um método para arrumar a mochila em sequência,  ou que seja arrumada um dia antes...


Entrada em Logrono

Nesse dia os peregrinos combinaram uma janta coletiva..., saíram para comprar as coisas,  por descuido acabei perdendo o grupo que saiu para jantar o menu do peregrino,  mas saí procurando algo,  até  encontrar um lugar com um tal "quebab", famoso por aqui, más que não agradou meu paladar em nada...  (horrível), comprei, paguei e joguei fora de tão ruim... más ao retornar,  fui gentilmente convidado a ter a janta,  um maravilhoso macarrão com "TUDOJUNTOEMISTURADO" ingredientes que não consegui identificar...  bem,  nem preciso comentar...  isso a um custo simbólico de  4 Euros,  por ter aceitado o convite,  para tal macarroni que até teve bastante esforço pra ficar bom, más tive que no final das contas recorrer a um pedaço adormecido de pão e queijo que haviam sido "esquecidos" na mochila,  portanto tenha sempre qualquer coisa para comer...).


Ponte Saída de Logrono
Novo Povoado à vista
Bem após tanta emoção,  cama,  e logo o relógio toca para a saída rumo a Nájera, ainda era noite quando saímos em grupo...  para oque seria o pior dia em meu caminho, caminhei duas vezes mais pesado,  em pensamentos, problemas, enfim coisas minhas que me atormentaram por todo o dia...  logo o cansaço veio em dobro, e literalmente me arrastei por 28km,  até Najera...  um local bonito, um imenso rio na entrada, muito agradável más seus restaurantes e bares, não muito bons e uma "casa de acolhida" por 10 euros que em nada lembrava um 

albergue (albergue-de-peregrinos-la-juderia), más que enfim carimbava o passaporte.

Para me recompor desse dia "pesado", consegui fazer contato com minha família (ainda não havia conversado com ninguém), e ouvir a voz de minha esposa foi oque me reergueu para poder continuar, más dessa vez com maior significado a cada passo. O resto foi dormir, e aguardar pelo breve amanhecer rumo a Sto Domingo de La Calzada.



Alameda em Nájera


Mudança na paisagem, início dos grandes vinhedos


Caminhar ao amanhecer é uma sensação única



9º dia - Nájera x Granon